Post Principal

Saúde mental pode afetar sua saúde bucal. Saiba como se prevenir

Quando se fala em prevenção de problemas bucais, logo se pensa em questões ligadas ao corpo, como escovar os dentes e cuidar da alimentação. E muita gente acaba se esquecendo que a saúde mental também é fundamental para manter a saúde como um todo, inclusive a bucal.

Para se ter uma ideia, pacientes psiquiátricos têm 2,8 vezes mais chances de perder um dente. Foi o que revelou um estudo com mais de 5.000 pessoas. Isso se deve a diferentes fatores, que vão desde a alimentação rica em doces e carboidratos como forma de compensação e busca por satisfação, até a falta de higiene bucal por dificuldades motoras ou de manter o autocuidado.

Por isso, nas linhas a seguir você vai entender melhor como a saúde mental afeta seus dentes e sua boca, além de saber como se prevenir e evitar ainda mais transtornos. Acompanhe!

Entenda como a saúde mental afeta a sua boca

Como citamos, diversos fatores psicológicos podem levar ao descuido com a saúde bucal. Pessoas ansiosas, por exemplo, pode dedicar menos tempo à higiene da boca e à escovação dos dentes, pois não conseguem realizar essas tarefas com a calma necessária.

O contrário também pode acontecer no caso de transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Contudo, nesse caso, a pessoa pode exagerar na higiene bucal, inclusive aplicando muita força nos movimentos. Isso faz com que o esmalte dentário se desgaste, deixando os dentes desprotegidos e mais suscetíveis à cárie.

Já o estresse e o uso de medicações psicotrópicas podem levar à redução da saliva, que é fundamental para manter a limpeza na cavidade bucal. Isso abre espaço para a proliferação de bactérias causadoras de problemas comuns como cárie e gengivite.

Entretanto, em pacientes com depressão, a tristeza e o desânimo levam ao descuido com a saúde bucal. Manter consultas de rotina com um dentista ou procurar um profissional em uma necessidade também podem ser tarefas difíceis para quem está com a saúde mental abalada.

Pandemia aumentou casos de bruxismo

Medo e incerteza são sentimentos que marcaram a pandemia do novo coronavírus, que ganhou força no Brasil em março de 2020. E com eles dispararam os quadros de ansiedade e estresse, por exemplo.

Esses estados psicológicos podem se refletir em nosso corpo de diferentes formas, como por meio do bruxismo. Esse é, basicamente, o hábito de apertar ou ranger os dentes. Geralmente, tem manifestação durante a noite e pode causar dores, sensibilidade e até quebra no dente.

Estima-se que, no Brasil, 9,3% da população seja ansiosa. O número representa mais de 18 milhões de pessoas, o que faz do país um dos mais ansiosos do mundo.

Contudo, com o agravamento desses quadros nos últimos anos, os atendimentos relacionados ao bruxismo triplicaram nos consultórios odontológicos. Entre as soluções podem estar o uso de placa miorrelaxante durante o sono e até aparelho ortodôntico. 

Entretanto, por ser um hábito desencadeado por transtornos psicológicos, é necessário cuidar da raiz do problema. Portanto, adotar hábitos saudáveis e procurar um psicólogo são passos fundamentais para manter a saúde mental e ainda prevenir problemas com os dentes.

5 dicas para cuidar da saúde mental e evitar problemas bucais

Saúde mental é coisa séria e, por isso, merece a atenção devida. Aqui, listamos algumas dicas para você manter a cabeça no lugar. Porém, se estiver com sintomas de estresse, ansiedade, depressão ou outros transtornos mentais, procure um profissional que vai te orientar de acordo com o seu quadro.

  1. Ioga, musicoterapia e técnicas de relaxamento podem te ajudar a desestressar. Hoje em dia, existem diferentes aplicativos de celular que ensinam exercícios e formas de respirar que podem te acalmar.
  2. Já a psicoterapia pode te ajudar em todos os sentidos da vida, seja profissional ou pessoal. Ela ajuda a buscar autoconhecimento, perceber o que causa estresse e ansiedade para aprender a lidar com essas situações e amenizar os sintomas físicos.
  3. Contudo, em alguns casos o profissional pode indicar uma conversa com um psiquiatra, caso entenda que pode haver a necessidade de usar alguma medicação.
  4. Faça exercícios físicos como forma de aliviar o estresse e a tensão, melhorando até o seu humor e produtividade.
  5. Adote hábitos alimentares saudáveis, pois eles também ajudam a cuidar da saúde mental, além de prevenir problemas bucais decorrentes do excesso de açúcar, álcool ou carboidratos, por exemplo.

0 comentário em “Saúde mental pode afetar sua saúde bucal. Saiba como se prevenir

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: