Post Principal

Pericoronarite: siso costuma ser o dente mais afetado. Saiba mais

pericoronarite siso

Em casos de pericoronarite, o siso costuma ser o dente mais afetado. O quadro pode até não ser grave, mas causa dor e desconforto. 

Além disso, caso não haja o tratamento adequado, a pericoronarite no siso pode se espalhar para outros elementos, levando a complicações.

Portanto, nas linhas a seguir você entende mais sobre o assunto e descobre o que fazer em caso de pericoronarite. Acompanhe!

Por que a pericoronarite no siso é mais comum?

O dente siso, como chamamos o terceiro molar, é o último dente da arcada. Na verdade, temos quatro elementos desse tipo.

Por causa da sua localização, muitas vezes é difícil manter a boa higiene bucal quando o dente siso começa a nascer.

Mesmo fazendo a escovação após as refeições e usando fio dental, ele pode ficar em uma área de difícil acesso para a escova. Isso leva ao acúmulo de resíduos de alimentos.

E é aí que se desenvolve a pericoronarite no siso. Esse é um quadro inflamatório que se dá em dentes semi-inclusos, ou seja, que ainda não nasceram totalmente.

Contudo, esse não é considerado um problema grave. Porém, se não for tratado, pode atingir os dentes adjacentes.

Principais sintomas de pericoronarite

A pericoronarite geralmente acontece de forma súbita. Ou seja, de uma hora para a outra. Entre os principais sinais estão dor no local, que pode ser sentida até mesmo na cabeça e nos ouvidos em casos mais graves.

Também pode haver dificuldade em mastigar, deglutir e abrir a boca, sobretudo ao acordar. A inflamação da pericoronarite ainda pode levar a um edema ou abscesso no local, ou mesmo causar sangramento.

Outros sintomas da inflamação podem ser gânglios no pescoço, febre baixa e mau hálito, por exemplo. Portanto, ao perceber um desses sinais, procure um dentista.

Tratamento de pericoronarite no siso é mais difícil?

O tratamento da pericoronarite, seja no siso ou em outro dente, costuma ser bastante parecido. Entretanto, como o terceiro molar não tem muita utilidade para os seres humanos modernos, muitas vezes a opção é extrair o siso.

Contudo, antes de mais nada o dentista vai avaliar o quadro e tomar medidas para conter a inflamação. Isso geralmente é feito com o uso de anti-inflamatório e analgésico para o alívio da dor. No entanto, se o local estiver infeccionado, o dentista pode receitar um antibiótico.

Então, quando a inflamação cessar, o dentista pode realizar uma pequena cirurgia para remover a gengiva da coroa. 

Esse procedimento pode ter duas finalidades: remover a barreira que impede que o dente nasça por completo, ou tornar o elemento acessível para a extração.

0 comentário em “Pericoronarite: siso costuma ser o dente mais afetado. Saiba mais

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: