Post Principal

Odontofobia: medo de dentista pode prejudicar a saúde. Veja como lidar

Não é só coisa de criança. Muitos adultos também têm pavor de dentista e isso tem até um nome: odontofobia. Deitar na cadeira do consultório sem ter uma visão do que está sendo feito, ouvir aquele motorzinho característico… Essas são algumas das situações que causam medo em pessoas de diferentes idades.

Apesar de ser uma situação bastante comum, a odontofobia pode acarretar em muitos prejuízos à saúde bucal. Isso sem falar no comprometimento até em outros aspectos da vida do paciente. 

Os gatilhos são os mais variados, como o cheiro do consultório, o contato com o dentista, o medo de agulha ou de simplesmente pavor de passar mal durante algum procedimento. Se precisar fazer alguma pequena cirurgia, como a extração de siso, então… As chances do paciente não levar o tratamento até o fim são grandes.

Para isso, os dentistas usam alguns artifícios como manter as ferramentas e acessórios guardados ou cobertos com um pano durante o atendimento. Além disso, a sedação por inalação e até o uso de anestésicos locais sem agulha são algumas das alternativas para ajudar as pessoas que têm odontofobia.

Portanto, se você tem muito medo de dentista, converse com um profissional e confira as linhas a seguir para entender melhor sobre o assunto.

Conheça os sintomas da odontofobia

A odontofobia tem sintomas que podem se confundir com outros males, como ansiedade, por exemplo. No entanto, os dentistas conseguem identificar o medo extremo para tentar contornar a situação ou encaminhar o paciente para um psicólogo ou psiquiatra. 

Em alguns casos, o paciente não consegue nem abrir a boca. Já em outros, eles nem chega a entrar no consultório, pois os sintomas surgem só de pensar em ir ao dentista. Portanto, é importante ficar de olho nos principais sinais, como:

  • Suor frio;
  • Alterações nos batimentos cardíacos;
  • Inquietação;
  • Tremedeira;
  • Tensão muscular;
  • Queda de pressão;
  • Desmaio;
  • Palidez;
  • Ataque de pânico.

Entenda as causas da odontofobia

Assim como no caso de outras fobias, o medo extremo de dentista costuma ser causado por algum trauma. Geralmente, ele é vivido pelo próprio paciente, e é mais comum que tenham acontecido durante a infância. Atendimentos mal-conduzidos ou em que o paciente sentiu muita dor estão entre as principais causas.

No entanto, a odontofobia também pode ser desencadeada por alguma situação que a pessoa presenciou, mesmo que tenha acontecido com outro paciente. Ouvir histórias e comentários pode ainda desencadear esse medo. Contudo, se a pessoa tiver algum transtorno psicológico, são maiores as chances de desenvolver a odontofobia.

Tratamento envolve psicoterapia

Para tratar a odontofobia e voltar a fazer consultas e tratamentos normalmente, o ideal é procurar ajuda de um psicólogo. A terapia vai ajudar a lidar com esse medo e, aos poucos, fazer com que o paciente encare a ida ao consultório de uma outra forma.

Em alguns casos, pode ser necessário usar medicamentos, prescritos por um psiquiatra. Entretanto, há medidas simples que podem ajudar, e são até indicadas durante a terapia, como visitar um consultório sem que haja uma consulta marcada.

Para situações extremas, em que é necessário realizar um tratamento em pessoa com odontofobia, alguns artifícios podem ser usados. Esse é o caso de uma sedação leve, em que o paciente continua respondendo aos estímulos, mas tem o nível de consciência reduzido.

Vencer o medo é fundamental para a saúde

Cuidar do sorriso vai muito além de questões estéticas. Envolve também a saúde do seu corpo como um todo e até aspectos sociais e psicológicos. Manter a boa higiene e fazer visitas regulares ao dentista é fundamental para prevenir o acúmulo da placa bacteriana, principal responsável pela maioria dos problemas bucais.

Sem esse cuidado básico, o biofilme pode evoluir para uma cárie ou gengivite, desencadear o mau hálito ou, pior, a periodontite. Esta última doença citada é perigosa, pois além do risco de perder o dente, as bactérias causadoras ainda podem cair na corrente sanguínea e, em casos extremos, afetar o coração!

0 comentário em “Odontofobia: medo de dentista pode prejudicar a saúde. Veja como lidar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: