Post Principal

Exodontia de raiz residual: saiba como acabar com o problema invisível

Após extrair um dente, alguns incômodos podem indicar a necessidade da exodontia de raiz residual. O nome do procedimento pode parecer complexo, mas trata-se apenas da remoção de parte da raiz que ainda resta no local em que ficava a coroa do dente.

Entenda melhor sobre o assunto nas linhas a seguir, confira os principais sintomas e saiba como tratar a raiz residual.

Afinal, o que é raiz residual

Você pode ter comido algum alimento duro que quebrou o dente, ou pode ter feito um tratamento de canal e a região voltou a doer. Também é possível que, mesmo após uma extração, sinta incômodo no local.

Todos esses sinais são de que a exodontia de raiz residual pode ser a melhor solução. Isso porque os sintomas podem ser consequência de raízes que não foram retiradas, e estão presas ao osso.

Pode ser até que você não enxergue mais o dente, pois a coroa foi totalmente removida. Mas, ainda assim, as raízes que restaram no local causarem incômodo.

Sintomas 

Além do incômodo e da dor, a raiz residual pode causar mau hálito. Isso acontece quando há o acúmulo de alimentos no “vazio” que o dente deixou. A região tende a ser mais difícil de limpar, levando à proliferação de bactérias.

Esses sintomas podem levar ainda à dificuldade para mastigar. Afinal, o movimento gera desconforto no paciente que precisa de exodontia de raiz residual.

Exodontia de raiz residual é sempre a melhor solução?

Para saber como proceder em caso de raiz residual, o ideal é procurar um dentista. Portanto, o melhor procedimento para cada um vai depender do quadro específico, e dos motivos que levaram a esse problema.

No caso de uma extração mal feita, por exemplo, a exodontia de raiz residual costuma ser a solução mais indicada. Ainda que não apresente sintomas, a raiz pode aparecer na gengiva anos após a quebra ou remoção do dente. Sendo assim, os sinais sempre aparecem, é só uma questão de tempo.

Vale ressaltar que também há tratamentos para reestabelecer a função e a estética da arcada dentária com dente faltante. Esse é o caso do implante e da prótese, por exemplo.

Saiba como é a exodontia de raiz residual

Esse costuma ser um procedimento simples. É, basicamente, como uma extração de dente, mas pode ser necessário usar um bisturi para acessar a raiz no interior da gengiva.

Contudo, o primeiro passo é o exame clínico do dentista, que pode pedir ainda radiografias e outros exames de imagem para analisar a posição e a estrutura do dente e das raízes.

Então, ele aplica anestesia local e usa ferramentas para soltar as raízes do osso. No fim, pode ser necessário suturar com alguns pontos para uma cicatrização mais eficiente.

0 comentário em “Exodontia de raiz residual: saiba como acabar com o problema invisível

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: