Post Principal

Dentista na gravidez: entenda a importância do acompanhamento odontológico na gestação

Ao descobrir que vai ser mãe, a mulher passa a ter uma rotina de cuidados com a sua saúde e com a do bebê que está em desenvolvimento. São consultas, exames, vacinas e até… dentista na gravidez. Isso mesmo! Muita gente deixa de lado essa etapa importante, o que pode trazer sérios prejuízos para a mãe e o bebê.

Apesar de muita gente achar que grávidas não podem realizar procedimentos odontológicos, não há problema em continuar com seus tratamentos, desde que o dentista seja avisado sobre a gestação. Isso porque alguns medicamentos e exames, como raio-x, são contraindicados e, se realmente houver necessidade de radiografia, por exemplo, o dentista precisa tomar cuidados diferenciados.

O comum é evitar procedimentos com anestesia, que causem dor ou estresse na mulher nos primeiros três meses de gravidez. Depois disso, é normal não haver contraindicação na maioria dos casos. Portanto, converse com um profissional e não deixe consultar um dentista na gravidez.

Até porque, isso pode te ajudar a evitar problemas sérios e até o parto prematuro, como veremos mais adiante em detalhes. Acompanhe a leitura!

Grávidas estão mais propensas a doenças na gengiva

O corpo da mulher passa por diversas transformações durante a gestação. São hormônios, alterações no metabolismo e na nutrição, por exemplo. Tudo isso interfere em outras áreas como o pH da saliva, e acarreta até em mudanças nos hábitos alimentares, como ao comer mais vezes ao dia por causa da compressão do estômago pelo feto. 

Isso sem falar que as mulheres podem sentir enjoos, principalmente no início da gravidez. Mas, se forem frequentes, a acidez do vômito pode prejudicar a saúde bucal. Entre as consequência estão a erosão dentária, a sensação de boca seca e até mau hálito.

Entretanto, todas essas mudanças deixam a gestante mais suscetível a desenvolver problemas na gengiva, como é o caso da gengivite. Os sinais podem ser discretos, como um leve sangramento durante a escovação, vermelhidão e um pouco de inchaço. 

Contudo, esse é um quadro infeccioso que pode avançar e evoluir para a chamada periodontite, que é quando as bactérias alcançam a parte estrutural do dente.

Além do risco de precisar extrair o dente, ainda existe a possibilidade das bactérias atingirem outras partes do corpo. Portanto, ao menor sinal de gengivite, é muito importante consultar um dentista na gravidez, evitando problemas com a mãe e com o bebê.

Doença periodontal pode levar ao parto prematuro

Esse é um ponto importante e joga luz sobre a importância de manter consultas com dentista na gavidez. É que os problemas na gengiva que citamos podem levar ao parto prematuro em alguns casos. 

Isso acontece, principalmente, quando a mulher tem doença periodontal. Nesse caso, são maiores as chances do parto acontecer antes de 37 semanas. É que as bactérias podem cair na corrente sanguínea, estimulando a produção da prostaglandina, hormônio que provoca contrações no útero e leva ao trabalho de parto.

Além disso, mulheres com doença periodontal têm maiores chances de ter bebês com pouco peso (menos de 2,5 kg), além de aumentarem os riscos de pré-eclâmpsia.

Dentista na gravidez deve ser parte do pré-natal

Como vimos, visitar um dentista na gravidez é mais um dos cuidados essenciais que a mulher precisa ter nesse período. No consultório, o profissional pode avaliar a saúde bucal como um todo, dar as principais orientações e, claro, realizar a limpeza para remoção da placa bacteriana e do tártaro, principais causadores de doença periodontal.

Além de consultar dentista na gravidez, confira outras dicas para se cuidar:

  • Redobre os cuidados com a higiene bucal. Entre as principais recomendações para grávidas estão o reforço da higiene bucal. Escovar os dentes após as refeições e usar fio dental todos os dias são alguns exemplos simples e práticos de como evitar problemas na gestação.
  • Não escove os dentes após vomitar. O ideal é fazer apenas um bochecho com água e esperar que o pH da boca se normalize para escovar. 

Cuide da alimentação. Os “desejos” das mulheres grávidas podem envolver muitos alimentos doces ou ricos em carboidratos, o que prejudica a saúde bucal. Portanto, o ideal é evitar esse tipo de comida.

0 comentário em “Dentista na gravidez: entenda a importância do acompanhamento odontológico na gestação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: