Post Principal

Candidíase oral: como pega, sintomas e tratamentos

candidíase oral

Popularmente conhecida como sapinho, a candidíase oral é uma doença que se manifesta em diferentes partes da boca.

Apesar de ser contagiosa, ela geralmente tem origem a partir do desequilíbrio da flora, que leva à proliferação do fungo Cândida albicans.

Portanto, pode acontecer em pessoas de qualquer idade. Ou seja, desde bebês até idosos podem apresentar os sintomas. Inclusive, é comum em bebês por causa da imunidade pouco desenvolvida. 

Principais sintomas de candidíase oral

Os sintomas da candidíase na boca são bastante característicos, o que facilita o diagnóstico. Entre eles, estão:

  • Manchas brancas na língua e na parte interna das bochechas.
  • Dor e ardência nas áreas com lesão.
  • Sangramento quando há atrito nas lesões.
  • Rachadura ou vermelhidão nos cantos da boca, quando o paciente usa dentadura.
  • Boca seca.
  • Perda do paladar.

Além disso, a infecção por candidíase oral pode se espalhar pelo céu da boca, amígdalas, garganta e pelas gengivas se não houver tratamento. 

Em casos mais graves, em que a doença afeta o esôfago, outro sintoma que pode acontecer é a dificuldade de deglutição, com a sensação de que há algo preso na garganta.

Como pega candidíase oral?

Como citamos anteriormente, a candidíase oral é contagiosa. Portanto, sua transmissão pode acontecer através do contato físico, como o beijo, por exemplo.

Entretanto, o fungo do gênero Cândida está presente no nosso corpo e convive em harmonia com outros microrganismos. Porém, alguns fatores podem causar seu desequilíbrio, como a queda da imunidade.

Quando isso acontece, existe a proliferação do fungo, que leva aos principais sintomas da candidíase oral.

Pessoas com doenças imunossupressoras, como HIV, têm mais propensão a apresentar esse tipo de infecção. O mesmo acontece com quem faz uso prolongado de antibióticos e corticóides, é fumante, faz quimioterapia ou radioterapia, tem diabetes, boca seca persistente, entre outros fatores.

Entenda como é o tratamento

Se você perceber qualquer lesão na boca, o ideal é procurar um dentista ou um médico o quanto antes. Assim, o profissional vai indicar medidas para evitar o avanço da infecção.

Em caso de bebês ou crianças saudáveis, pode não ser necessário realizar qualquer tipo de tratamento. Isso porque as lesões tendem a desaparecer sozinhas.

O consumo de iogurte, por exemplo, pode ajudar a restabelecer o equilíbrio do fungo que causa a candidíase oral.

Entretanto, o tratamento também pode envolver o uso de antifúngico ou antibiótico, além de enxaguante bucal.

Durante o tratamento, é fundamental manter a higiene bucal. Evitar alimentos gordurosos ou ricos em açúcar também pode ajudar.

0 comentário em “Candidíase oral: como pega, sintomas e tratamentos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: