Post Principal

Creme dental sem flúor é melhor? Entenda as diferenças

Há muitos aspectos para considerar na hora de comprar produtos para higiene bucal. Indicação do dentista, presença de propriedades clareadoras, preço… E, recentemente, algumas pessoas têm se preocupado em escolher creme dental sem flúor. Mas será que ele é melhor?

Segundo o Conselho Federal de Odontologia (CFO), a pasta de dente precisa ter concentração de flúor de pelo menos 1.000 ppm F (mg F/kg), informação que vem nas embalagens dos produtos. Essa indicação tem a finalidade de ajudar na proteção do dente e na prevenção de problemas bucais, como a cárie.

Mas, então, por que usar creme dental sem flúor? Entenda melhor sobre o assunto nas linhas a seguir e saiba como descobrir se esse é o produto certo para você.

Flúor ajuda na saúde bucal

O flúor é um elemento natural, encontrado em abundância na natureza. Suas vantagens para a saúde bucal vêm sendo estudados há muitos anos. Portanto, já se sabe que o consumo desse mineral traz benefícios para os dentes.

Para começar, ele ajuda no processo de remineralização dos dentes. A perda e a recuperação desses minerais acontece de forma natural. No entanto, entre um processo e outro, o elemento pode ficar desprotegido e propenso à ação de bactérias causadoras da cárie.

Ao usar creme dental sem flúor, por exemplo, o esmalte do dente pode sofrer mais tempo com a desmineralização. E isso requer um cuidado redobrado com a higiene e a alimentação, a fim de evitar a formação da placa bacteriana e suas consequências como gengivite, cárie e mau hálito.

Contudo, mesmo se a opção ou recomendação for pelo creme dental sem flúor, ainda há o consumo desse mineral por meio da água fornecida pelas companhias públicas, e também por alimentos como carne, peixe, feijão, arroz e verduras.

Nesse caso, após a ingestão do flúor, há a liberação da substância na boca através da saliva, o que ajuda a combater enzimas e bactérias ruins.

Quando o flúor pode fazer mal?

Muita gente sai em busca de creme dental sem flúor porque acredita que a substância faz mal ao organismo. De fato, isso pode acontecer no caso de consumo excessivo. Contudo, a quantidade adicionada à água potável do abastecimento das cidades, e a encontrada em alimentos e produtos de higiene bucal, é suficiente para manter a saúde bucal sem mais prejuízos ao funcionamento do nosso corpo.

Um ponto para ficar de olho é quanto ao uso de creme dental em bebês e crianças muito pequenas. A recomendação dos especialistas é que, nessa fase em que a criança tem dificuldade de cuspir o produto, a quantidade de pasta seja reduzida ao equivalente a um grão de arroz.

Isso porque o excesso de flúor (de qualquer fonte) durante a formação dos dentes pode causar a chamada fluorose. Nesse caso, aparecem linhas brancas e até escurecidas nos elementos, e essa é uma condição permanente.

Portanto, é importante sempre consultar um dentista para entender as necessidades individuais e saber quais são os melhores produtos, além de receber orientações sobre quantidade e periodicidade do uso de acordo com o seu caso.

Afinal, creme dental sem flúor é melhor?

Como dissemos anteriormente, esse mineral tem função importante na prevenção da cárie. Além disso, evita outros problemas causados pela placa bacteriana, como gengivite e mau hálito. 

Entretanto, mesmo dentistas podem recomendar o uso de creme dental sem flúor, levando em consideração o histórico e a necessidade individual dos pacientes.

No caso de crianças muito pequenas, até os 5 anos, quando estiverem na creche ou na escola, o dentista pode indicar o uso de creme dental sem flúor. Isso porque não há supervisão dos pais e responsáveis durante o uso, o que eleva as chances de engolir.

Por fim, é importante ressaltar que a proteção dos dentes se dá pelo consumo e uso de flúor em baixa concentração e de forma recorrente. Esse é o caso do consumo de alimentos, da água do abastecimento das cidades ou do uso de produtos como pasta de dente e enxaguantes, o que não costuma trazer prejuízos à saúde.

0 comentário em “Creme dental sem flúor é melhor? Entenda as diferenças

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: