Post Principal

Sepse é infecção perigosa que pode começar na boca. Veja como tratar e prevenir

A sepse é uma doença grave, que afeta o sistema imunológico e os órgãos. Hoje em dia, é mais conhecida como infecção generalizada, mas também já foi chamada de infecção no sangue ou septicemia. 

Apesar da definição “generalizada”, de acordo com o Instituto Latino Americano de Sepse (Ilas), a infecção não atinge todo o corpo ao mesmo tempo. No entanto, quando ao menos um órgão é afetado, exige uma resposta de todo o organismo para combater a inflamação, fragilizando a saúde do paciente.

Contudo, o que nem todo mundo sabe é que a sepse pode ter início com problemas bucais não tratados, como abscessos e feridas, por exemplo. Por isso, é importante manter a saúde bucal e fazer visitas periódicas ao dentista.

Para entender melhor sobre a sepse, seus sintomas, tratamentos e formas de prevenir que essa doença tenha início pela sua boca, confira as linhas a seguir.

Saiba identificar os principais sintomas da sepse

Ainda segundo o Ilas, a sepse tem taxa de mortalidade que chega a 65% no Brasil. O número é expressivo, e também alarmante: trata-se da doença que mais mata no mundo. Isso se deve, principalmente, ao fato de ser um problema silencioso. Portanto, fique de olho nos sinais dessa doença e procure um médico o quanto antes, caso sinta sintomas como:

  • Febre;
  • Calafrios;
  • Dores musculares;
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Dificuldade para respirar;
  • Diarréia;
  • Enjoo;
  • Vômito;
  • Alterações neurológicas como problemas na fala, confusão mental e perda de consciência;
  • Redução da quantidade de urina;
  • Pressão baixa (o que reduz o oxigenação de órgãos).

Entenda como é o tratamento da sepse

É importante entender que, quanto mais rápido é o tratamento, maiores são as chances de recuperação da sepse. Isso porque a doença pode causar falência de órgãos, levando a óbito. É que, quando a pressão arterial fica baixa, a oxigenação dos órgãos é comprometida, o que afeta seu funcionamento. Contudo, quem sobrevive à sepse pode ter sequelas graves.

Portanto, geralmente, há a necessidade de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o tratamento da sepse, e costumam ser administrados antibióticos ou antivirais para controlar e combater a infecção.

4 maneiras de prevenir sepse através de problemas bucais

O que muita gente pode se perguntar é o que a sepse tem a ver com a saúde bucal. É simples: abscessos em dentes mal cuidados podem ser a porta de entrada de bactérias, vírus, fungos e protozoários que passam para a corrente sanguínea, levando à sepse. Portanto, entenda como prevenir que essa doença comece pela sua boca:

1. Mantenha a higiene bucal

Cuidar da higiene bucal requer ações simples como escovar os dentes e a língua após as refeições, além de usar fio dental todos os dias. Isso evita a formação da placa bacteriana, responsável por problemas bucais como cárie e gengivite que, inclusive, podem evoluir para casos de maior gravidade como a periodontite. 

2. Faça visitas regulares ao dentista

Ir ao dentista a cada 6 meses pode evitar o desenvolvimento de doenças bucais, já que o profissional adota medidas preventivas (profilaxia) e ainda consegue identificar problemas logo no início.

Nesse sentido, ter um plano odontológico pode ser fundamental, já que você não vai ter custos extras com consultas, limpeza e outros procedimentos. 

3. Redobre os cuidados após procedimentos cirúrgicos

Procedimentos que parecem simples como raspagem dentária e cirurgias na gengiva também podem abrir brechas para a penetração de bactérias na corrente sanguínea. Sendo assim, ao realizar algum tratamento desse tipo, ou mesmo uma extração, siga as recomendações do seu dentista e capriche na higiene bucal para evitar problemas, como a sepse.

4. Fique de olho nos sinais

Dor de dente, inchaço, inflamações e até febre indicam que algo não vai bem com a sua saúde bucal. Portanto, não postergue e procure logo um dentista para evitar que um problema simples de resolver evolua para a sepse.

0 comentário em “Sepse é infecção perigosa que pode começar na boca. Veja como tratar e prevenir

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: