Post Principal

Contenção fixa superior tem vantagens e desvantagens. Entenda

Tirar o aparelho é o momento mais aguardado de um tratamento ortodôntico. Mas ele não termina por aí. Para manter os resultados, o paciente precisa usar um dispositivo como a contenção fixa superior.

Há outros tipos de contenção, como a móvel. Ambas (fixa e móvel) servem tanto para a arcada superior quanto na inferior. E as duas também têm vantagens e desvantagens que devem ser levadas em consideração no momento da escolha.

No entanto, a contenção fixa superior ainda não é muito comum, apesar de ser bastante eficiente para manter os dentes na posição desejada após tirar o aparelho. Entenda mais sobre o assunto a seguir.

O que é a contenção fixa superior?

O dispositivo consiste em um fio metálico que o ortodontista fixa na face interior dos dentes. Geralmente, fica nos 6 elementos da frente, também chamados de anteriores. Se parece com a contenção inferior.

A contenção fixa superior não é tão comum. Esse modelo costuma ser indicado para os dentes inferiores, pois eles tendem a se movimentar mais e por mais tempo, principalmente se antes havia apinhamento.

No entanto, a contenção fixa superior também é uma opção, desde que seja a recomendação do dentista. Isso vai depender do espaço disponível ou do histórico do paciente, por exemplo.

Quais são os tipos de contenção fixa superior?

Assim como o modelo usado na arcada inferior, a contenção fixa superior pode ser tradicional ou higiênica. A primeira é um fio de aço reto, que torna mais difícil o uso do fio dental. Já a segunda é ondulada e facilita a limpeza, pois permite usar o fio.

As principais vantagens e desvantagens da contenção fixa superior

Agora que você já sabe mais sobre o assunto, confira os pontos positivos e negativos da contenção fixa superior para evitar a chamada recidiva ortodôntica:

Vantagens

  • É eficiente para manter os dentes na posição desejada.
  • É mais estável que a contenção móvel
  • Não depende da colaboração do paciente, já que é fixa.
  • Age 24 horas por dia.
  • É imperceptível, uma vez que está na parte de dentro dos dentes.
  • Pode ser usada no modelo higiênico, com ondulações que facilitam o uso do fio dental.

Desvantagens

  • Requer atenção na hora da limpeza, pois pode acumular facilmente placa bacteriana e, consequentemente, tártaro.
  • Não pode ser usada por todos os pacientes. No caso de quem tem a chamada mordida profunda, por exemplo, os dentes inferiores se acomodam atrás dos superiores, o que impede a instalação da contenção fixa superior.
  • Não cobre todos os dentes, pois isso tornaria inviável a higienização.
  • Pode ser necessário usar também a contenção móvel de acetato, que é como uma placa transparente. Isso justamente pela contenção fixa não abranger todos os dentes.
  • É mais difícil confeccionar a contenção fixa superior higiênica por causa de sua posição.

Veja os principais cuidados com a contenção fixa superior

A maior preocupação com a contenção fixa superior é quanto à higiene. Isso porque, principalmente se for o modelo reto, dificulta o uso do fio dental. Contudo, pode levar ao acúmulo da placa bacteriana e a formação de tártaro, por exemplo. Uma dica é usar escovas interdentais para limpar ao redor da contenção.

Além disso, visite um dentista regularmente. A recomendação geralmente é fazer a limpeza em consultório a cada seis meses. Assim, o profissional consegue remover a placa e o tártaro da contenção, mantendo a boca limpa e saudável. Ah, e o procedimento é coberto por planos dentais!

Outro cuidado importante com a contenção fixa superior é evitar alimentos duros. Se precisar fazer movimento de alavanca, pode quebrar os descolar a contenção.

0 comentário em “Contenção fixa superior tem vantagens e desvantagens. Entenda

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: