Post Principal

Contenção de aparelho pode ser de diferentes tipos. Conheça!

A contenção de aparelho é um dispositivo usado após o tratamento ortodôntico com a finalidade de evitar a chamada recidiva ortodôntica. É que, naturalmente, os dentes tendem a se mover, por diversos motivos. Sobretudo após tirar o aparelho, pois os tecidos ósseo e gengival estão em fase de adaptação. 

Portanto, para garantir que o resultado estético e funcional do tratamento ortodôntico permaneça, o paciente precisa usar a contenção de aparelho durante o período determinado pelo dentista. Isso vale tanto para a arcada superior quanto para a inferior.

Contudo, há diferentes tipos de contenção de aparelho. A indicação do modelo ideal deve ser feita pelo ortodontista. No entanto, em muitos casos o paciente pode escolher aquele que prefere. Conheça a seguir os principais modelos e tire suas dúvidas.

Os principais tipos de contenção de aparelho

Como mencionamos, a contenção de aparelho é uma importante etapa do tratamento ortodôntico. E como você vai precisar usar por bastante tempo, a escolha do modelo pode fazer toda a diferença.

Contenção móvel pode ser transparente ou parecer aparelho móvel

Esse tipo de contenção de aparelho geralmente aparece em dois modelos: como uma placa rígida e transparente (Aligner) feita de acetato, ou como se fosse um aparelho móvel, com aquele acrílico no céu da boca. 

A contenção móvel costuma ser usada na arcada superior. Contudo, também há casos em que mantém a posição dos dentes inferiores. 

O tempo de uso desse modelo é definido pelo ortodontista. No entanto, tende a durar entre 1 e 2 anos após o tratamento com aparelho, sendo a recomendação de uso em tempo integral no primeiro ano, e noturno no segundo ano. No início, o ideal é tirar apenas para comer e fazer a higiene bucal.

Além disso, como dá para tirar a qualquer momento, a contenção móvel depende mais da colaboração do paciente. Portanto, é preciso se comprometer a usar o dispositivo para garantir que os resultados sejam mantidos.

Mais usada nos dentes de baixo, contenção fixa tem opção “higiênica”

Já a contenção de aparelho fixa é em fios de aço e, geralmente, fica nos 6 dentes inferiores da frente (anteriores), em contato com a língua. Seu uso não é incômodo, mas pode causar pequenas lesões e readaptação na fala nos primeiros dias. 

Nesses casos, a limpeza é um pouco mais difícil, o que leva ao acúmulo da placa bacteriana e do surgimento de tártaro. Portanto, é muito importante manter a limpeza em consultório em dia. Os planos odontológicos cobrem o procedimento a cada 6 meses, o que é suficiente para manter a boca saudável e a contenção limpa.

O que também facilita a limpeza é escolha pela contenção higiênica que, em vez de um fio plano, tem dobras que ajudam na hora de usar o fio dental.

Contudo, o momento de deixar de usar a contenção fixa não é consenso. A recomendação do Conselho Regional de Odontologia do Rio de Janeiro (CRO-RJ) é manter por 10 anos. Contudo, se o tratamento ortodôntico for na infância, deve-se usar até os 30 anos de idade.

A maior quantidade de tempo, em comparação com a contenção móvel, deve-se ao fato de que os dentes inferiores têm mais tendência a se movimentar.

0 comentário em “Contenção de aparelho pode ser de diferentes tipos. Conheça!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: