Post Principal

Já ouviu falar em odontologia esportiva? Conheça a especialidade que cuida dos atletas

Médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e… dentistas! Esses profissionais estão cada vez mais presentes em equipes esportivas para prevenir e tratar problemas orofaciais, incluindo emergências. É a chamada odontologia esportiva, uma especialidade nova, mas que vem provando sua importância.

Afinal, a saúde bucal está integrada à saúde geral. Por isso, o dentista do esporte atua nessas equipes multidisciplinares de clubes e seleções. É uma especialidade necessária, pois há algumas particularidades dos atletas que merecem atenção.

Por exemplo, se antes de uma competição o atleta tiver dor de dente ou alguma infecção, o dentista esportivo precisa receitar medicamentos que não comprometam o exame antidoping.

Além disso, o profissional ajuda a melhorar a qualidade de vida tanto de profissionais quanto de atletas amadores. Ao proporcionar saúde bucal, isso se reflete na saúde como um todo e pode até mesmo melhorar sua performance. Entenda mais sobre a odontologia esportiva nas linhas a seguir.

Como surgiu a odontologia do esporte?

Alguns atletas até contam com plano odontológico, mas não é o suficiente. Isso porque muitos não procuram atendimento ou, quando o fazem, o profissional não está apto para lidar com as particularidades de um esportista.

Para atender a essa necessidade, foi criada a odontologia esportiva, considerada uma especialidade nova. Isso porque foi regulamentada em 2015 pelo Conselho Federal e Odontologia (CFO).

Entretanto, há muitos anos, cirurgiões-dentistas atuavam na odontologia do esporte, proporcionando bem-estar e saúde bucal aos atletas. O primeiro profissional que se tem conhecimento no Brasil é Mário Hermes Trigo de Loureiro. Ele atuou na Seleção Brasileira de Futebol, acompanhando a equipe nas copas de 1958, 1962, 1966 e 1970.

De lá para cá, a especialidade só cresceu, com cada vez mais profissionais dedicados ao trabalho com atletas. Então, em 2012, um grupo se reuniu no Rio de Janeiro para formar a Academia Brasileira de Odontologia do Esporte (ABROE). Contudo, como já citamos, foi só em 2015 que a especialidade foi reconhecida oficialmente.

Conheça as áreas de atuação da odontologia esportiva

Como citamos anteriormente, essa especialidade age tanto na prevenção quanto no tratamento de problemas bucais de atletas para proporcionar bem-estar e até melhorar seu desempenho. Listamos algumas das suas atribuições para você conhecer melhor essa área:

Prevenção

Muita gente acha que a odontologia esportiva só atua em casos emergenciais. Entretanto, consultas de rotina também fazem parte dos cuidados. Ter um prontuário atualizado, com problemas, procedimentos e exames reunidos ajuda a manter a saúde geral do atleta. 

Emergências

Em treinos e competições, atua no pronto-atendimento em caso de emergência, o que minimiza os danos e ajuda para uma recuperação mais rápida e tranquila. Isso evita, por exemplo, uma fratura mais séria na face ou na mandíbula, ou que seja necessário extrair um dente;

Tratamentos em geral

Todo mundo está suscetível a ter problemas bucais. No entanto, os atletas frequentemente consomem repositores de sais minerais. Esses produtos desmineralizam os dentes e os tornam mais propensos à cárie. 

Além disso, o dentista do esporte também trata lesões orofaciais que possam acontecer durante a prática do esporte, seja em treinos ou competições.

Orientações

Cada esporte tem suas particularidades, e a odontologia esportiva pode ajudar com as orientações de cuidados necessários durante a prática de cada modalidade. Dessa forma, previne traumas orofaciais, por exemplo.

Confecção de protetores bucais

Eles devem ser indicados e confeccionados pelo dentista ou por empresas para onde os profissionais encaminham o molde da boca do atleta. São fundamentais em esportes de contato como boxe, MMA, basquete, rúgbi e hóquei, por exemplo. Eles podem ser intra e extra oral, dependendo do esporte. Contudo, o uso inadequado pode até causar fraturas ou lesões. 

Administração correta de medicamentos

Infecções interferem diretamente no desempenho do atleta, pois sobrecarrega o sistema imunológico e, claro, pode causar dor. Entretanto, um atleta não pode ingerir qualquer medicamento, pois muitos não são permitidos e podem aparecer no exame antidoping.

Tratamento da respiração bucal

Esse problema pode levar à queda na resistência, o que por sua vez altera o equilíbrio e até a força do atleta.

0 comentário em “Já ouviu falar em odontologia esportiva? Conheça a especialidade que cuida dos atletas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: