Post Principal

Dente permanente mole: 4 possíveis causas

Na infância, é normal um dente amolecer e cair. Mas e quando tem um dente permanente mole, o que pode ser? Esse é, certamente, um alerta de que algo não vai bem com a sua saúde bucal. 

E ao contrário do que se possa pensar, dente permanente mole não é comum em pessoas da terceira idade. Portanto, fique de olho nas possíveis causas e aprenda a prevenir esse problema para evitar uma extração!

4 causas comuns de dente permanente mole

1. Periodontite

A doença periodontal é uma das principais causas de dente permanente mole. O problema começa com a placa bacteriana, que se acumula na linha abaixo da gengiva. Ela causa uma inflamação bastante comum: a gengivite.

Se não tratada, a infecção atinge camadas mais profundas, como o osso que dá suporte ao dente. Esses microrganismos agem desmineralizando a estrutura do dente. Sendo assim, ele fica mole e pode até mesmo cair.

Tratamento: pode ser demorado e um pouco trabalhoso, pois é preciso eliminar a infecção. Dependendo da sua extensão, pode ser necessário tomar medicamentos, fazer uma microcirurgia ou até mesmo extrair o dente.

2. Bruxismo

O ato de ranger ou apertar os dentes também pode fazer com que eles fiquem moles. Isso porque eles são desgastados, e esses danos podem chegar à raiz. Porém, o bruxismo geralmente se manifesta durante o sono e é involuntário. Portanto, o paciente pode demorar a perceber o problema.

Tratamento: o bruxismo tem causas psicológicas como estresse e ansiedade. Sendo assim, é preciso buscar ajuda de um psicólogo ou psiquiatra para tratar esse aspecto. Contudo, o dentista pode auxiliar com uma placa de uso noturno que vai impedir que os dentes encostem e haja o desgaste.

3. Traumas e pancadas

Acidentes como quedas, batidas e outros traumas nos dentes podem fazer com que eles fiquem moles. É que a intensidade da pancada pode afetar ligamentos importantes, comprometendo a estrutura do dente. Ah, o amolecimento pode levar até alguns dias para acontecer após o trauma!

Tratamento: o dentista deve pedir uma radiografia para entender a extensão da lesão. Em alguns casos, pode ser preciso realizar um tratamento de canal ou até mesmo um implante. 

4. Uso de aparelho ortodôntico

O tratamento com aparelho ortodôntico é mais uma causa comum de dente permanente mole. A sensação é mais frequente no início do tratamento ou após as manutenções.

Contudo, essa é a única situação que você não precisa se preocupar, já que faz parte do processo de reposicionamento dos dentes na arcada.

Tratamento: não é necessário realizar nenhum procedimento. Observe se os sintomas vão se agravar ou permanecer após o término do tratamento. Caso aconteça, informe ao seu ortodontista. 

O que fazer em caso de dente mole?

Não importa a causa de um dente permanente mole, a indicação é sempre procurar um dentista o mais rapidamente possível. Assim, o tratamento mais adequado pode ser iniciado, aumentando as chances de recuperação. Em muitos casos, os procedimentos necessários são cobertos por planos odontológicos, como os da W.Dental

Contudo, até a sua consulta, é interessante reforçar hábitos de higiene bucal. Escove bem os dentes após as refeições e antes de dormir, use fio dental todos os dias, e evite o consumo excessivo de alimentos ricos em açúcar.

0 comentário em “Dente permanente mole: 4 possíveis causas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: