Post Principal

As 5 causas mais comuns de gengivite

A gengivite causa sintomas bastante comuns, mas desagradáveis. Sangramento, dor, sensibilidade e mau hálito são só alguns deles. Para combater o problema, os especialistas são unânimes em afirmar que é preciso reforçar a higiene bucal para retirar a placa bacteriana e evitar o acúmulo do biofilme.

Mas será que existem outras causas para a gengivite? Há, sim, fatores de risco que favorecem o surgimento dessa inflamação na gengiva. E eles também afetam grande parte da população.

Um levantamento da Sociedade Brasileira de Periodontologia (Sebrape) indica que 97% dos brasileiros são afetados pela gengivite. E para prevenir o problema, nada melhor do que conhecer suas causas, certo? Acompanhe a leitura e saiba como evitar a inflamação!

Conheça as 5 principais causas de gengivite

1. Placa bacteriana

A causa campeã de gengivite é a placa bacteriana. Esse biofilme pegajoso e transparente se forma na superfície dos dentes por causa do acúmulo de bactérias. O processo é natural, uma vez que existem diversos microrganismos em nossa boca, e eles podem se multiplicar quando há resíduos de alimentos.

Portanto, para evitar o acúmulo da placa, é importante escovar os dentes e a língua após as refeições para eliminar os restos de comida, além de usar fio dental ao menos uma vez por dia.

Outra maneira de evitar essa causa de gengivite é realizando a limpeza em consultório (profilaxia) de seis em seis meses para a remoção da placa e do tártaro. Esse é um procedimento cobertos por planos odontológicos, o que ajuda na prevenção de doenças bucais.

2. Alterações hormonais

Muita gente se pergunta se é comum grávida ter gengivite, e a resposta é sim. É que uma das causas desse problema bucal são as alterações hormonais, comuns nesse período e também em outros casos, como o uso de anticoncepcionais.

O ideal é sempre consultar um dentista para saber qual é a causa da gengivite. Mas, no geral, o tratamento é feito com a limpeza em consultório e o reforço da higiene bucal no dia a dia. 

Caso o problema seja hormonal, também é fundamental atuar nesse controle para combater a gengivite. Já as grávidas geralmente veem o inchaço e a vermelhidão melhorarem ao fim da gestação.

3. Tabagismo

Fumar é um hábito que, de maneira geral, faz mal à saúde, inclusive à bucal. Isso acontece principalmente porque o tabagismo diminui a quantidade de bactérias consideradas boas na boca.

Além disso, a gengivite causa sangramento no tecido mole, que é um dos primeiros sinais da doença. No entanto, o cigarro diminui os vasos sanguíneos, impedindo o sangramento. Dessa forma, a doença pode evoluir sem que a pessoa perceba.

4. Diabetes

No caso de quem tem diabetes, a quantidade de bactérias que protegem a boca também é reduzida, favorecendo o desenvolvimento da gengivite.

As altas taxas de glicemia no sangue ainda pioram doenças da gengiva. Por sua vez, esse tipo de problema bucal impede que o índice glicêmico diminua, criando um ciclo. Portanto, para quem tem diabetes, os cuidados com a higiene bucal devem ser redobrados.

5. Medicamentos

O uso de alguns medicamentos pode ainda causar a redução da produção de saliva como um dos efeitos colaterais. Nesse caso, a proliferação de bactérias se dá mais facilmente, favorecendo a gengivite.

0 comentário em “As 5 causas mais comuns de gengivite

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: