Post Principal

Gengiva inflamada: conheça a causas e formas de prevenir

Vermelhidão, dor, sensibilidade e, em alguns casos, até mesmo mau hálito, pus, sangramento e retração são sinais de gengiva inflamada. Mas você sabe por que isso acontece e o que fazer para evitar o problema?

As doenças mais comuns que deixam a gengiva inflamada são a gengivite e a periodontite. Elas acontecem com bastante frequência, mas podem ser evitadas e tratadas de maneira relativamente simples, sobretudo se o diagnóstico for feito no início. Entenda mais sobre o assunto nas linhas a seguir.

Conheça 3 causas comuns de inflamação na gengiva

1. Acúmulo de placa bacteriana

No geral, a gengiva inflamada tem como causa o acúmulo da placa bacteriana próximo ao tecido mole. O quadro pode ainda evoluir para o tártaro subgengival, que é mais difícil de ser removido. Se não tratada, a gengivite pode evoluir para a periodontite, doença que afeta a estrutura e pode levar à perda do dente.

2. Sangramentos 

Alterações hormonais, como na menstruação e na gravidez, efeitos colaterais de certos medicamentos, além de outros problemas como diabetes podem deixar a gengiva mais sensível e favorecer o sangramento da gengiva, o que leva à inflamação.

3. Prótese dentária removível

Quem usa dentadura ou outro tipo de prótese removível, como ponte móvel, pode ter problemas de encaixe e adaptação. Nesse caso, o atrito causado pode levar à inflamação da gengiva.

Reforçar higiene bucal é fundamental para prevenir gengiva inflamada

Evitar a gengiva inflamada é mais simples do que se possa imaginar: basta realizar a higiene bucal de maneira adequada. 

Usar uma escova macia corretamente, junto com um creme dental com flúor, já é um grande passo para prevenir a gengiva inflamada. A escovação deve ser feita sempre após as refeições e antes de dormir.

Também é essencial usar fio dental ao menos uma vez por dia para evitar o acúmulo da placa bacteriana, principalmente entre dos dentes.

Outra dica para evitar gengiva inflamada é fazer visitas regulares ao dentista. O profissional é capaz de avaliar sua saúde bucal e identificar possíveis problemas. Se as consultas ocorrem em um intervalo de tempo de aproximadamente seis meses, doenças como gengivite podem ser diagnosticadas logo no início, facilitando o tratamento.

Além disso, na consulta o dentista realiza a limpeza em consultório (profilaxia e raspagem), eliminando a placa bacteriana e o tártaro, causadores de inflamação na gengiva. Esse procedimento tem cobertura de planos odontológicos, geralmente a cada seis meses.

Quem usa aparelho ortodôntico precisa ainda reforçar a limpeza bucal, já que ele facilita o acúmulo de alimentos. 

Cuidar da alimentação também pode ser importante para quem quer evitar gengiva inflamada. Isso porque alimentos ricos em açúcar, processados e carboidratos favorecem a proliferação de bactérias e a formação da placa bacteriana.

0 comentário em “Gengiva inflamada: conheça a causas e formas de prevenir

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: