Post Principal

Conheça os sintomas de gengivite e saiba identificar a doença no início

O tratamento de qualquer doença costuma ser mais fácil quando ela é identificada logo no início. Por isso, é importante conhecer bem o seu corpo e perceber os sinais que ele dá quando algo não vai bem. Os sintomas de gengivite, por exemplo, podem ser sutis, como um pouco de sangramento na hora de escovar os dentes ou usar o fio dental.

No entanto, ao ignorar esse sintoma de gengivite, a doença pode evoluir e causar outros problemas como dores e mau hálito. Isso sem falar que a gengivite pode dar início à doença periodontal, que é perigosa por comprometer a estrutura do dente.

Apesar de ser uma doença inflamatória, a gengivite não costuma causar grandes problemas ao paciente que se trata logo. Isso sem falar que o tratamento costuma ser simples e não demorar muito a apresentar resultados. Portanto, fique de olho nos sintomas de gengivite e procure um dentista caso identifique algum deles!

Veja 5 sintomas de gengivite bastante comuns

Os sintomas de gengivite nem sempre aparecem juntos. A doença pode começar de maneira bem discreta e evoluir aos poucos. Os principais sinais a serem percebidos são:

  • Inchaço e vermelhidão na gengiva;
  • Sangramento da gengiva, principalmente ao escovar os dentes, usar fio dental e mastigar;
  • Dor e sensibilidade na gengiva;
  • Retração da gengiva, fazendo com que os dentes pareçam maiores;
  • Mau hálito.

Como evitar a gengivite?

Para evitar os sintomas de gengivite, basta manter uma rotina de higiene bucal. Um dos primeiros passos é fazer a escovação correta usando uma escova de dente macia e com cabeça de tamanho adequado para alcançar todos os dentes.

Esse processo deve ser um hábito após as refeições e antes de dormir. Além disso, é importante passar fio dental pelo menos uma vez por dia e não se esquecer de escovar a língua.

Existem ainda outras formas de evitar a formação da placa bacteriana e, consequentemente, os sintomas de gengivite, como cuidar da alimentação. Doces, carboidratos e comidas processadas facilitam a proliferação de bactérias na boca, por exemplo.

Outra dica importante é fazer visitas periódicas ao dentista. A cada seis meses costuma ser o suficiente para conseguir identificar problemas como sintomas de gengivite logo no início, além de fazer a limpeza em consultório (profilaxia) para a remoção da placa bacteriana. O procedimento tem cobertura de planos odontológicos, o que facilita no cuidado com a saúde bucal de maneira preventiva.

Saiba quais são os fatores de risco para a gengivite

Mesmo tomando os devidos cuidados com a higiene bucal, algumas pessoas podem apresentar sintomas de gengivite com mais facilidade, já que outros fatores aumentam as chances de inflamação no tecido mole, como por exemplo:

  • Pessoas que fumam;
  • Quem tem diabetes descontrolado;
  • Grávidas e quem sofre com outras alterações hormonais;
  • Aqueles que têm problema de oclusão, facilitando o acúmulo de comida entre os dentes;
  • Quem usa aparelho ortodôntico e tem dificuldade de fazer a higiene bucal;
  • Pessoas com problemas motores, que não conseguem fazer a escovação correta.

Tratar gengivite pode ser mais simples do que se imagina

No geral, o tratamento da gengivite é simples, mas requer cuidados do paciente também. No consultório, o dentista faz a remoção do tártaro e da placa bacteriana a fim de cessar a irritação no tecido mole e, consequentemente, a inflamação.

Para o tratamento adequado, o dentista também pode recomendar o uso de enxaguantes bucais específicos ou medicamentos orais, dependendo da gravidade do quadro.

Em casa, o paciente precisa reforçar os cuidados com a higiene bucal, sempre seguindo as recomendações do dentista. 

Caso o paciente se enquadre em um dos fatores de risco, o profissional precisa orientar para o controle desses problemas, já que eles contribuem para a aparição dos sintomas de gengivite.

0 comentário em “Conheça os sintomas de gengivite e saiba identificar a doença no início

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: