Clareamento Dental Post Principal Saúde Bucal

Clareamento interno: veja as indicações e saiba como funciona

Problemas na estrutura interna do dente podem causar manchas que minam a auto-estima dos pacientes. Tratamento de canal, traumas como hemorragias, ou mesmo uma batida pode mudar a coloração do dente. Mas existem maneiras de resolver o problema, como é o caso do clareamento interno.

A indicação para um clareamento interno deve ser feita pelo dentista. Isso porque podem ser apresentadas outras soluções, dependendo do caso. Um clareamento externo já pode ser o suficiente, por exemplo. Além disso, a recomendação pode ser outro tipo de procedimento, como o uso de facetas ou lentes de contato, como veremos mais adiante.

Vale ressaltar ainda que o clareamento interno é um procedimento estético, já que o escurecimento do dente e aquela aparência acinzentada, na maioria dos casos, não representa um problema bucal.

Entenda como funciona o clareamento interno

O princípio do clareamento interno é praticamente o mesmo do externo, assim como o objetivo: devolver a cor natural do dente. No entanto, o procedimento interno deve ser realizado em consultório por causa de seu nível de complexidade.

Para começar, o dentista pode pedir uma radiografia para entender se o dente está saudável. Se estiver tudo bem e a recomendação for mesmo o clareamento interno, o profissional faz uma abertura no dente para acessar o local afetado, e é necessário isolar as partes que não podem receber o produto. 

Então, ele aplica um gel clareador, que pode ser combinado com laser para acelerar os resultados. Esse produto permanece no interior do dente e é trocado semanalmente.

Portanto, pode ser necessária mais de uma aplicação, de acordo com os resultados apresentados e com a recomendação do profissional.

Quando a coloração atingida estiver dentro do esperado pelo paciente e/ou dentista, a restauração provisória é substituída pela permanente.

Saiba quais cuidados tomar ao realizar um clareamento interno

Durante o clareamento interno, é fundamental seguir algumas recomendações, assim como acontece no procedimento externo.

Deve-se evitar alimentos com corante ou muito pigmentados como refrigerantes, chás escuros, vinho, molho de tomate e beterraba, por exemplo. Além disso, alimentos ácidos precisam ser evitados para não causar ou piorar a sensibilidade.

O tabagismo também precisa ser evitado, e até deixado de lado se a intenção é ter um sorriso sempre branco. Isso porque o cigarro causa o escurecimento dos dentes.

Facetas e lentes de contato também podem ser solução

Uma alternativa ao clareamento interno são próteses ultrafinas que são “coladas” ou encaixadas no dente do paciente. 

As facetas de porcelana e as lentes de contato podem ser uma boa opção para cobrir o dente escurecido e devolver a cor original.

Ambos os procedimentos são indolores e rápidos. Em alguns casos, basta uma única consulta para que o paciente tenha o dente manchado coberto com o material. Já o resultado pode durar anos.

Também nesse caso, o ideal é consultar um dentista para que seja a recomendação do procedimento mais adequado para cada situação.

0 comentário em “Clareamento interno: veja as indicações e saiba como funciona

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: