Post Principal Saúde Bucal

O que é faceta dentária?

Sabe aquelas pessoas que, de uma hora para outra, aparecem com um sorriso totalmente diferente? Elas provavelmente optaram por um procedimento estético que tem crescido nos últimos anos. Mas você sabe o que é faceta dentária?

Bastante usado por famosos e artistas, esse tratamento é relativamente simples, feito em consultório. Basicamente, o dentista molda uma espécie de prótese bem fina para ser colada por cima do dente natural, revestindo apenas a parte visível.

Dependendo do material usado para a faceta dentária, o dentista pode moldar e aplicar diretamente na boca do paciente, ou apenas fazer o molde e mandar para um protético realizar a confecção das facetas. 

Quais são as vantagens da faceta dentária?

Agora que você já sabe o que é faceta dentária, é hora de descobrir as suas vantagens. O procedimento é indicado em diferentes casos, como quando há diferença na coloração dos dentes, quando eles têm espaçamento irregular ou o tamanho não é harmônico com o restante do rosto do paciente, por exemplo.

Outra vantagem da faceta dentária é que não é um procedimento cirúrgico e invasivo. Contudo, dependendo do tipo de faceta escolhida, é necessário desgastar o dente natural do paciente para que o resultado fique bem natural. E esse processo é irreversível.

Conheça os diferentes tipos de faceta

Como citamos anteriormente, existem diferentes maneiras de confeccionar as facetas. Então, não basta só saber o que é faceta dentária. Antes de optar pelo procedimento, é importante conhecer os seus tipos, pois eles interferem no resultado final.

Quanto ao tipo de aplicação, existem facetas diretas e indiretas. As diretas são aquelas confeccionadas pelo dentista diretamente na boca do paciente. Já as indiretas são as que precisam de um protético. Neste caso, o dentista apenas molda no consultório.

Ou seja, se você quer um tratamento rápido, que dure apenas uma sessão e seja mais em conta, as facetas diretas podem ser a melhor escolha.

Entretanto, as facetas diretas costumam ser as de resina. O material é mais frágil e a coloração pode mudar com o passar do tempo. Nesse caso, podem ser necessárias manutenções de tempos em tempos, para corrigir pequenas fraturas e outros problemas que possa surgir.

Já facetas indiretas, como as de porcelana, tendem a ser bem mais resistentes e não mudam de cor, além de terem um aspecto mais natural. Porém, costumam ser mais caras e exigem um desgaste nos dentes para que a lâmina seja bem fina e com aspecto natural.

Contudo, um mesmo tratamento pode combinar diferentes técnicas para chegar a um resultado mais natural e bonito possível.

A indicação da melhor técnica e do material adequado deve ser sempre feita por um dentista, que vai avaliar a situação dos dentes naturais, assim como o objetivo do tratamento.

%d blogueiros gostam disto: