Post Principal

O que é placa bacteriana? Entenda

É natural termos diversas bactérias na boca. Mas muita gente não gente sabe o que é placa bacteriana e como ela se forma.

No entanto, as consequências do seu acúmulo são velhas conhecidas. Você sabia que praticamente todos os problemas bucais podem ser causados pela placa bacteriana? Isso inclui alguns bem comuns como cárie, mau hálito, gengivite, tártaro e doenças periodontais.

Portanto, fique atento aos primeiros sinais de problemas causados por esse biofilme, como sangramento, sensibilidade, inchaço e vermelhidão na gengiva. 

Até porque, a placa bacteriana não tem idade: pode afetar desde crianças até pessoas da terceira idade. Então, é importante ficar atento aos cuidados com a higiene bucal, sobretudo de pessoas com mobilidade reduzida ou coordenação motora em desenvolvimento.

Afinal, o que é placa bacteriana?

De acordo com o Ministério da Saúde, placa bacteriana “é uma película viscosa e incolor formada por bactérias e restos alimentares acumulados na superfície dos dentes e na gengiva”.

Sendo assim, sua formação se dá de uma maneira bem simples. Junte restos de comida aos microorganismos que já habitam na sua boca e pronto: você terá as condições perfeitas para a formação e o acúmulo da placa bacteriana.

Ela costuma se formar na parte inferior da coroa dentária, bem rente à gengiva. Além disso, pode haver a formação na superfície dos dentes de trás, que costumam ser mais difíceis de acessar na hora da escovação.

Uma situação que pode ser um prato cheio para a proliferação da placa bacteriana é o nascimento do dente siso. 

Isso porque ele fica na parte posterior e é pouco visível. Além disso, há casos em que ele está inclinado ou não está totalmente fora da gengiva ainda, o que facilita o acúmulo de microorganismos.

Saiba como evitar a placa bacteriana

Bons hábitos de higiene bucal nunca devem ser dispensados se você quer evitar a placa bacteriana e as suas consequências.

Portanto, escove os dentes após as refeições e antes dormir. Escove também a língua e use fio dental ao menos uma vez por dia.

Outra forma de evitar a placa bacteriana é mantendo uma alimentação saudável. Isso porque açúcares presentes em comidas doces, industrializadas e ricas em carboidratos aceleram o desenvolvimento da placa bacteriana.

Além disso, é fundamental fazer visitas frequentes ao dentista. No consultório, o profissional pode realizar a profilaxia bucal, que consiste em uma limpeza mais profunda e capaz de eliminar a placa bacteriana e o tártaro.

O procedimento costuma ser recomendado a cada seis meses, e os planos odontológicos tendem a oferecer a cobertura contemplando esse intervalo de tempo.

%d blogueiros gostam disto: