Post Principal Saúde Bucal

Enxaguante bucal: como escolher e usar

O enxaguante bucal é conhecido por deixar o hálito fresco e ajudar na higiene bucal mas você sabe como escolher e usar o produto?

Bom, para começar, você precisa entender que esse é um produto que deve ser encarado como um complemento à sua higiene bucal. 

Ele costuma ser indicado por dentistas, já que, muitas vezes, os pacientes não conseguem fazer a limpeza da boca de forma 100% correta, usando fio dental, escova e creme dental apropriados. Além disso, ele auxilia em casos específicos, como no tratamento de doenças periodontais.

Sendo assim, o enxaguante bucal pode ajudar, e muito, a manter a saúde bucal. Isso porque ele diminui a formação da placa bacteriana e ainda combate a cárie, já que tende a ter flúor em sua composição.

Contudo, engana-se quem pensa que ele combate o mau hálito. Nesse caso, pode apenas disfarçar o odor, mas a causa deve ser identificada e tratada de acordo com as recomendações do seu dentista.

Como escolher o enxaguante bucal ideal?

Os enxaguantes bucais podem ser comprados livremente em farmácias e supermercados. Mas não se engane: o ideal é que o produto seja recomendado por um dentista.

Isso porque há enxaguante bucal com diversas finalidades. Além de deixar o hálito fresco no momento do uso, o líquido pode ter foco na qualidade da saliva, no combate à hipersensibilidade dos dentes ou ser mais indicado para a prevenção da cárie, por exemplo.

Outro ponto importante é ficar de olho na composição do enxaguante bucal. Produtos com álcool na composição não costumam ser recomendados pelos dentistas porque essa substância pode prejudicar os dentes.

O álcool pode deixar os dentes porosos, pois que prejudica o esmalte. Com isso, os corantes presentes nos alimentam têm mais facilidade para penetrar e deixar seus dentes amarelados.

Além disso, o álcool pode ressecar a mucosa da boca de quem já tem menos produção de saliva, aumentando a probabilidade de aftas e feridas.

Para crianças, o ideal é que o produto não tenha flúor nem álcool. Também é importante que, nesse caso, a recomendação seja feita por um dentistas.

Veja o passo a passo de como usar enxaguante bucal corretamente

Depois de usar o fio dental e escovar os dentes corretamente, é a hora do enxaguante bucal entrar em ação! 

Mas não use em todas as escovações. Segundo o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP), uma vez por dia costuma ser o suficiente. No entanto, é importante respeitar a orientação do dentista.

O passo a passo para usar geralmente vem descrito na embalagem do produto.A indicação costuma ser colocar um pouco do líquido na própria tampa do enxaguante bucal para começar. Não é necessário diluir o produto. Aliás, isso diminui sua concentração e pode prejudicar a ação.

Depois disso, leve o líquido à boca e faça um bochecho de aproximadamente um minuto. Na hora de gargarejar, tome cuidado para não engolir o produto. A atenção deve ser redobrada quando são crianças usando o enxaguante bucal. 

Em pequenas quantidades, o enxaguante bucal ingerido pode causar apenas náusea. Mas em proporções maiores, pode levar até mesmo a uma intoxicação.

Após o último passo, é só cuspir na pia e pronto! Mas atenção: não enxague a boca com água após usar o produto. Isso pode diminuir a ação do enxaguante bucal, já que a sua presença na boca ajuda a combater as bactérias.

%d blogueiros gostam disto: