Post Principal Saúde Bucal

Enxaguante bucal sem álcool pode ajudar a manter os dentes saudáveis

Enxaguante bucal sem álcool ou com álcool? Muita gente se faz essa pergunta quando está em frente a uma gôndola cheia de opções e marcas diferentes para esse tipo de produto.

A resposta, no entanto, pode não ser tão simples. Isso porque a recomendação de uso de enxaguante bucal deve ser feita por um dentista, que vai avaliar a sua necessidade e, se for o caso, indicar o produto que corresponde ao que você precisa.

Além disso, em muitos casos, o enxaguante bucal não se faz necessário, já que uma boa escovação, atrelada ao uso do fio do dental, costumam ser o suficiente para manter a saúde bucal em dia.

Sem falar que muita gente opta por enxaguantes bucais na expectativa de combater o mau hálito, que pode ter diferentes causas e não vai ser eliminado com esse produto.

Portanto, antes mesmo de escolher entre enxaguante bucal sem álcool ou com, consulte um dentista do seu plano odontológico ou particular.

Afinal, por que não usar enxaguante bucal com álcool?

Bom, mas vamos ao assunto! A indicação de enxaguante bucal sem álcool costuma ser feita porque a substância é uma das maiores causadoras do câncer de boca, perdendo apenas para o cigarro.

Isso quer dizer que quem usa enxaguante bucal com álcool todos os dias, e até mais de uma vez ao dia, está mais propenso a desenvolver câncer de boca, tal qual uma pessoa que ingere bebida alcoólica diariamente.

O desenvolvimento da doença pode acontecer por causa do combate às bactérias, feito pelos enxaguantes bucais com álcool. A substância elimina não só bactérias maléficas para a boca, como também aquelas que são boas e fazem a defesa da boca.

Contudo, microrganismos resistentes podem proliferar e transformar o álcool em substâncias cancerígenas.

Além disso, o álcool pode ressecar a mucosa da boca, prejudicando a produção de saliva. E como a saliva é importante para eliminar bactérias, nesse caso, aumentam as chances da formação de cáries.

O uso desse tipo de enxaguante bucal também costuma causar ardência, justamente por causa do álcool, o que pode ser bastante desagradável a depender do nível de sensibilidade de cada um.

E tem mais uma desvantagem de não optar por um enxaguante bucal sem álcool: a substância ataca o esmalte do dente e o deixa mais poroso. Com isso, os corantes presentes nos alimentos penetram com mais facilidade, deixando os dentes amarelados mais rapidamente.

Saiba quais são os benefícios do enxaguante bucal sem álcool

Como citamos, o enxaguante bucal com álcool em sua composição pode diminuir a produção da saliva. Contudo, há produtos sem álcool que não têm essa ação e podem auxiliar na higiene bucal, sem prejudicar esse importante processo.

O enxaguante bucal sem álcool também pode ajudar a manter os dentes saudáveis por conter flúor, que ajuda a prevenir cáries e a manter os dentes fortes. Além disso, ele deixa uma sensação de frescor agradável.

O antisséptico bucal tende a agir por 12 horas na boca combatendo bactérias maléficas à sua saúde bucal, como as causadoras de problemas como a gengivite.

Aliás, o produto pode ser recomendado por um dentista para combater a gengivite. Além disso, o uso de enxaguante bucal sem álcool pode ser interessante após cirurgias, com o intuito de evitar infecções.

Pessoas com mobilidade reduzida também podem se beneficiar do uso de enxaguante bucal sem álcool, pois ele auxilia na limpeza da boca, que pode não ser 100% eficiente nesses casos.

De maneira geral, o uso de enxaguante bucal sem álcool tende a ser recomendado por um dentista quando há a avaliação de que o paciente precisa de algo, além da escovação e do fio dental, para manter a boca limpa e saudável. Nesse sentido, o enxaguante bucal sem álcool ajuda a manter os dentes bonitos e fortes.

%d blogueiros gostam disto: