Gengiva Post Principal Saúde Bucal

Gengivite: conheça causas e tratamentos

Você vai escovar os dentes e nota que a sua gengiva está sangrando. Fique atento: pode ser um dos primeiros sinais de gengivite.

Essa é uma doença bastante comum, que causa inflamação na gengiva. Ela surge por causa do acúmulo da placa bacteriana e pode evoluir para problemas mais sérios, como a periodontite.

Portanto, é preciso muita atenção aos sintomas de gengivite para que seja adotado o tratamento correto. Isso porque uma das consequências da periodontite é o aumento do risco de doenças cardiovasculares. 

Além disso, as grávidas precisam de cuidado redobrado, já que a doença pode causar baixo peso do bebê. A doença ainda pode levar à perda óssea que, em alguns casos, culmina na perda do dente.

Conheça os sintomas da gengivite:

Para saber se você tem gengivite, é necessária a avaliação de um dentista. Mas alguns sinais, além do sangramento, podem ser notados. 

Um deles é a retração da gengiva, deixando os dentes mais longos. A gengiva também pode parecer que tem uma espécie de bolsa, afastando-se do dente.

Sinais de infecção como pus podem ainda ser notados. Além disso, o mau hálito e o gosto ruim na boca podem ser sinais de gengivite.

Quais são as causas da gengivite?

Como citado anteriormente, a gengivite é uma inflamação consequente da placa bacteriana que se forma nos dentes e pode afetar a gengiva. Sendo assim, a má higiene bucal tende a ser uma das causas da gengivite.

No entanto, um estudo da  Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) identificou que a gengivite pode ter influência genética.

Nesse caso, pais com gengivite devem redobrar a atenção à saúde bucal de seus filhos, que podem apresentar tendência ao desenvolvimento dessa doença.

Tratamento da gengivite requer cuidados do paciente

Caso o dentista tenha diagnosticado a gengivite, o foco do tratamento vai ser na causa do problema. Sendo assim, uma das medidas adotadas pode ser a remoção de toda a placa bacteriana e tártaro.

Pode ser necessária ainda a recomendação de medicamentos, como antibióticos. Além disso, o dentista pode prescrever um enxaguante bucal específico para o tratamento da gengivite, além de orientar sobre as melhores práticas de higiene bucal.

Contudo, é muito importante que o paciente siga as orientações do profissional e, claro, tenha empenho na hora de manter a boca limpa e saudável.

Como prevenir a gengivite?

Higiene correta

De acordo com a cartilha do Ministério da Saúde, ao menor sinal de gengivite, é importante intensificar a higiene bucal, mesmo quando a gengiva apresenta sangramento.

A recomendação é fazer uma boa escovação e usar o fio dental. O ideal é escovar sempre após as refeições e antes de dormir. Já o fio dental precisa ser usado pelo menos uma vez por dia.

Alimentação saudável

Um estudo da FOP da Unicamp revelou que uma alimentação saudável pode ajudar a prevenir a gengivite. Os resultados da pesquisa indicam que pessoas que ingerem muita fritura, alimentos processados e carne vermelha têm tendência a ter mais sangramentos na gengiva.

Enquanto isso, quem adota uma dieta chamada de anti-inflamatória, com alimentos mais saudáveis e naturais como frutas, legumes e verduras, tem gengivas mais saudáveis.

Visitas periódicas ao dentista

Outra maneira de prevenir não só a gengivite como também outras doenças bucais é fazendo visitas ao dentista, pelo menos, de seis em seis meses.

No consultório, o profissional pode avaliar os cuidados e tratamentos necessários, além de identificar doenças bucais logo no início, caso as visitas não tenham intervalos muito longos.

Ainda que sua boca esteja saudável, manter a periodicidade das consultas é importante para que o dentista realize a profilaxia bucal, que é uma limpeza mais profunda e capaz de remover a placa bacteriana, prevenindo, assim, o desenvolvimento da gengivite.

Se você tiver um plano odontológico, melhor ainda, já que eles tendem a cobrir o procedimento a cada seis meses. Contudo, se ainda estiver descoberto, não deixe de realizar a limpeza de forma particular.

%d blogueiros gostam disto: