Odontologia Post Principal Saúde Bucal

5 dicas para escolher a escova de dente ideal

Você sabia que praticamente todos os problemas bucais podem ser evitados com bons hábitos de higiene? E para garantir a limpeza correta, é fundamental saber escolher sua escova de dente, além, é claro, de usar fio dental.

Mas quando chega a hora de trocar a escova de dente, você sabe como escolher a mais adequada? Ou pega a primeira que vê pela frente e leva ao caixa?

Bom, quem pode orientar sobre as melhores maneiras de cuidar da sua saúde bucal, claro, é um dentista. Se você tem dúvidas, o profissional, seja do seu plano odontológico ou particular, também pode indicar a melhor escova de dente para o seu caso.

Contudo, com as dicas a seguir você já vai ter uma boa noção de como escolher a escova de dente ideal. Assim, fica sabendo qual o produto certo, de acordo com a fase da vida, e consegue manter a saúde bucal em dia com sucesso!

1. Observe as cerdas da escova de dente

As cerdas estão entre as características que você deve observar na hora de escolher a escova de dente ideal. São elas as responsáveis por eliminar restos de comida e a placa bacteriana dos seus dentes.

Geralmente, os dentistas recomendam aquelas de cerdas macias. Isso porque elas evitam o desgaste do esmalte do dente durante a escovação, e também não ferem sua gengiva.

Já quem tem prótese ou usa dentadura, por exemplo, deve optar por uma escova de dente de cerdas mais duras.

2. Formato da escova também interfere

Outro ponto para ficar de olho na hora de escolher a escova de dente ideal é o formato. Isso vai depender, basicamente, da sua anatomia.

Quem tem boca menor, e com pouca abertura, deve optar por uma escova de dente com a cabeça pequena. 

Além disso, se você tiver os sisos, vai precisar que a escova chegue bem no fundo da arcada. Sendo assim, pode ser mais confortável e eficiente que o acessório tenha cabeça arredondada.

De maneira geral, o indicado é escolher uma escova de dente que tenha cabeça e haste que seja capaz de chegar a todos os cantos da sua boca, de maneira confortável para você. Em caso de dúvida sobre qual modelo escolher, o ideal é sempre procurar ajuda de um dentista.

3. Usa aparelho? Também escova de dente para você!

O aparelho ortodôntico facilita o acúmulo de restos de comida e a formação da placa bacteriana. Isso porque a higiene bucal fica um pouco mais complicada quando há bráquetes e fios por todo lado.

Mas é possível, sim, manter a saúde bucal mesmo usando aparelho ortodôntico. Uma das formas é escolhendo a escova de dente certa.

A escova ortodôntica costuma ter espaçamentos entre as cerdas, que facilitam a limpeza ao redor do bráquetes. Além disso, é importante ter uma escova interdental, para ser usada entre os bráquetes.

4. Escova elétrica pode ajudar quem tem mais dificuldade

Quem precisa de cuidado redobrado com a saúde bucal pode optar por uma escova de dente elétrica. Ela também pode ser útil para idosos, crianças e pessoas com necessidades especiais, que podem ter mais dificuldade durante essa tarefa.

5. Troque de escova frequentemente

Por fim, é muito importante saber a hora de trocar a sua escova de dente. O ideal é que isso seja feito a cada três meses, ou quando as cerdas estiverem desgastadas.

Há ainda uma recomendação importante: caso você tenha uma gripe, resfriado, ou até mesmo sintomas de Covid-19, o ideal é trocar de escova após a melhora do quadro. Isso evita que você seja contaminado novamente por meio da sua própria escova de dente, ou até mesmo passe o vírus para outras pessoas que moram com você.

%d blogueiros gostam disto: