Problemas Bucais

Bruxismo: tudo o que você precisa saber

Dores de cabeça e no maxilar costumam ser os primeiros sinais de bruxismo. Esse distúrbio é conhecido por fazer com que o paciente sofra com ranger ou apertar de dentes, seja durante o dia ou enquanto dorme.

Afinal, o que é o bruxismo?

O bruxismo é considerado uma atividade parafuncional. Quando ela acontece, o paciente tende a apertar ou ranger os dentes de forma inconsciente, usando os músculos da mastigação.

Pode acontecer o bruxismo diurno, também chamado de briquismo, ou o bruxismo noturno. No primeiro caso, a característica tende a ser o apertar dos dentes.

Porém, no bruxismo noturno o ranger de dentes ocorre durante o sono. Sendo assim, se o paciente dorme sozinho, pode demorar a perceber o problema. No entanto, outra pessoa pode ouvir o som do ranger dos dentes e fazer o alerta.

Geralmente, o bruxismo está associado a questões emocionais como ansiedade e estresse. Portanto, apesar de trazer prejuízo à boca e aos dentes, essa não é exatamente uma doença bucal.

Quais são os sintomas do bruxismo?

Os sintomas do bruxismo podem ser muito variados e surgir de acordo com o tempo da manifestação do distúrbio no paciente.

De maneira geral, os primeiros sinais costumam ser dores na mandíbula e na cabeça. No entanto, o bruxismo também pode causar dor no pescoço e na face como um todo.

O paciente com bruxismo também pode ter algumas dificuldades na hora da mastigação, como cansaço e desconforto. Além disso, pode ser que sinta sensibilidade nos dentes, ou que perceba eles moles.

Que complicações o bruxismo pode causar?

Apertar e ranger os dentes pode trazer mais problemas do que possa imaginar. Por isso, é muito importante estar atento aos sintomas do bruxismo, buscar ajuda profissional e começar o tratamento o quanto antes.

Entre as complicações que o bruxismo pode causar está o esmalte rachado. Isso sem falar que o distúrbio leva ao desgaste dos dentes, o que pode requerer restaurações e outros procedimentos para reconstrução do dente e manutenção da estética.

Pode haver ainda problemas como lesão periodontal, lesões orofaciais, além de distúrbios da articulação temporomandibular (ATM) e até deslocamento da mandíbula.

Os pacientes com bruxismo também podem apresentar dentes doloridos e que parecem estar soltos.

Outra complicação do bruxismo pode ser a sensibilidade nos dentes, causada justamente pelo desgaste dos dentes, que leva até mesmo a fraturas. Com a dentina exposta por esse processo, o dente fica mais fraco e, consequentemente, sensível.

Grande parte dessas complicações pode ser sanada por meio de procedimentos cobertos até em planos odontológicos mais simples.

Saiba como tratar o bruxismo

O tratamento do bruxismo vai depender das causas e da condição dos seus dentes após o apertar ou ranger. Entre as possibilidades de tratamento estão o uso de uma placa dentária durante a noite, métodos para relaxamento ou mesmo o nivelamento dos dentes por meio de restaurações e tratamentos ortodônticos.

O primeiro método é o mais comum. Trata-se de uma espécie de aparelho móvel, feito sob medida, e que se encaixa na arcada superior do paciente.

Essa placa de mordida, ou miorrelaxante, deve ser usada durante a noite para evitar o contato com os dentes inferiores. Geralmente, a placa é feita de resina acrílica e seu uso não é incômodo.

Na visita ao dentista, pode ser identificado também se há algum desnível na sua mordida, facilitando o desgaste de algum dente específico, por exemplo. Nesse caso, o problema pode ser corrigido por meio do uso de aparelho ortodôntico, ou de procedimentos como restaurações e coroas.

Outra forma de evitar a contração da musculatura é a aplicação de toxina botulínica. Um dos benefícios é a ação durante todo o dia, de forma independente do paciente. Contudo, qualquer um desses tratamentos deve ser indicado por um especialista.

No entanto, essas são maneiras apenas de evitar danos aos seus dentes, e não uma cura para o bruxismo. Como o bruxismo costuma estar associado a estresse e ansiedade, o tratamento tende a envolver técnicas de relaxamento, psicoterapia e até mesmo o uso de medicação, caso seja essa a recomendação médica.

Entre as maneiras simples de aliviar a tensão estão ouvir música, fazer atividades ao ar livre, tomar banho quente, meditar ou realizar técnicas de respiração. Se você tem bruxismo, pode tentar essas e outras técnicas para se sentir mais tranquilo.

Além disso, é importante buscar levar uma vida saudável e tranquila, além de cuidar da saúde mental para evitar o estresse e a ansiedade, sabendo lidar com esse tipo de problema da melhor maneira possível.

Sendo assim, o tratamento do bruxismo tende a ser multidisciplinar, envolvendo profissionais como dentistas e psicólogos. Isso porque, tão importante quanto evitar problemas nos dentes, também é identificar as causas da tensão para que elas possam ser sanadas.

0 comentário em “Bruxismo: tudo o que você precisa saber

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: