Odontologia Saúde Bucal

Tratamento de canal: qual especialidade procurar

@Shutterstock

O tratamento de canal está entre os mais comuns e procurados nos consultórios de dentistas. Sua realização adequada é feita pelo especialista chamado endodontista.

Isso porque é o endodontista o dentista responsável pela polpa dentária, região que fica dentro dos nossos dentes e que, quando inflamada, leva ao tratamento de canal.

Além disso, o endodontista cuida do sistema de canais radiculares e dos tecidos periapicais. Esses últimos sustentam, nutrem e defendem os dentes.

No entanto, antes de ir diretamente a um endodontista para realizar um tratamento de canal, o ideal é se consultar com um clínico para entender qual é o real problema do seu dente e deixar que ele lhe encaminhe para o profissional adequado.

Acho que preciso de canal. Quando procurar um endodontista?

Entre os sinais de problemas mais sérios nos dentes, que podem levar a um tratamento de canal, estão inchaço e dores, que tentem ainda a irradiar para a face, pescoço, cabeça e até mesmo latejar.

Se você estiver com um desses sintomas, pode ser que precise mesmo de um tratamento de canal. Então, seja rápido e procure um clínico para saber se essa é mesmo a indicação. 

Entretanto, pode ser que o problema seja mais simples e tratado já na primeira visita ao consultório, por exemplo.

Para saber se você precisa mesmo de um tratamento de canal, serão necessários alguns testes como de sensibilidade, além de exames físicos e raio-x, realizados no próprio consultório.

Quando um tratamento de canal é necessário?

O tratamento de canal geralmente é indicado em casos de cárie profunda e fratura no dente, sendo a primeira a maior causa.

Entre as causas mais comuns para cáries profundas estão a má higiene bucal. Evitar o problema inclui a escovação, o uso de produtos adequados, as visitas periódicas ao dentista e, claro, o fio dental.

Geralmente, quando a cárie atinge a polpa do dente, é hora de realizar um tratamento de canal. É nessa região em que ficam nervos e vasos sanguíneos. Com as cáries, bactérias podem penetrar e chegar à raiz do dente.

Como é feito o tratamento de canal?

Quando há uma cárie severa, é necessário realizar o tratamento de canal para retirar a parte inflamada da polpa, fazer a desinfecção e remover as raízes daquele dente para que o problema seja resolvido de uma vez por todas.

Basicamente, depois de um tratamento de canal fica só a “carcaça” do dente, que é preenchida e fechada com um material adequado.

No geral, o tratamento de canal é realizado em mais de uma sessão e requer anestesia local. Contudo, muita gente pode se queixar de dor ou incômodo durante o procedimento. Se isso acontecer, avise imediatamente ao seu dentista.

Tratamento de canal costuma durar para sempre

O índice de sucesso de um tratamento de canal tende a ser alto, de aproximadamente 95%. Isso porque, como há a retirada das raízes e a desinfecção, as chances de haver algum problema com o dente são muito baixas.

No geral, os dentistas dão um prazo de até dois anos para ter certeza de que está tudo bem com o dente. Se, depois desse período, você continuar sem dores ou incômodos no local, pode comemorar o sucesso do seu tratamento de canal!

Mas não se engane: ainda pode haver cárie nesse dente. Por isso, é importante sempre manter a higiene correta da boca, usar fio dental e visitar o dentista periodicamente para agir de maneira preventiva, evitando que seja necessário se submeter a outro tratamento de canal ou até mesmo ter o dente comprometido e precisar de uma extração.

Não procurar um especialista para tratamento de canal pode aumentar o problema

Se um tratamento de canal já é algo relacionado a problemas mais sérios, imagine se o procedimento não for realizado.

Caso tenha a indicação para esse tratamento e resolva postergar o problema, a evolução pode levar à extensão da necrose da polpa do dente, que pode atingir o osso, afetar os dentes dos lados e até formar cistos.

Isso sem falar no risco das bactérias caírem na corrente sanguínea, levando o problema para todo o corpo.

0 comentário em “Tratamento de canal: qual especialidade procurar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: