Clareamento Dental Post Principal

Conheça os principais tipos de clareamento e suas diferenças

Ter dentes brancos e sem manchas é o desejo de muitas pessoas. Uso de antibiótico, consumo de bebidas escuras, como café e refrigerantes, ou até mesmo o fumo podem prejudicar a cor dos seus dentes. Mas você sabia que, hoje em dia, existem diversos tipos de clareamento dentário que entregam bons resultados?

Eles podem ser feitos no consultório ou mesmo em casa, com a supervisão de um profissional. Além disso, têm preços variados e que cabem em todos os bolsos.

A finalidade é restaurar a cor dos dentes, fazendo com que eles voltem a ser brancos. Porém, é importante lembrar que a tonalidade obtida com o clareamento não vai fugir da original. Ou seja, se seus dentes têm tom mais amarelado ou acinzentado, ele se manterá mesmo após o tratamento.

Além disso, a indicação do tipo de clareamento ideal deve ser feita por um dentista. Isso porque ele precisa levar em consideração diversos fatores como a idade, a urgência por resultados, a dieta do paciente, a presença de próteses e até mesmo aspectos ligados à saúde bucal como doenças e retração da gengiva, por exemplo.

Entretanto, é sempre bom saber mais sobre os tipos de clareamento dentário e tirar todas as dúvidas na hora da consulta, certo? Então, confira a seguir as principais opções, saiba como otimizar os resultados e prevenir dentes amarelados.

Quais são os tipos de clareamento mais procurados?

Clareamento dental caseiro

O clareamento dental caseiro é um dos mais populares e seguros métodos para quem quer ter dentes brancos e sem manchas. No entanto, é um pouco mais demorado, e pode levar de 7 a 21 dias. 

Contudo, o método é bastante parecido com o clareamento a laser. Porém, o gel é aplicado em uma moldeira transparente pelo próprio paciente. Nesse caso, o dentista precisa fornecer os materiais, além de supervisionar os resultados e a saúde da gengiva e do esmalte do dente.

Dessa forma, o profissional pode diminuir ou aumentar a concentração do gel clareador, por exemplo. Além disso, é o dentista quem vai definir quanto tempo o paciente deve ficar com o gel nos dentes. Geralmente, o período vai de 30 minutos a 4 horas.

Apesar de ser um dos tipos de clareamento dentário mais comuns, o método caseiro não é recomendado para quem tem retração extensa na gengiva. Além disso, cerca de 70% dos pacientes relatam sensibilidade nos dentes após o tratamento. 

Clareamento dental a laser

Um dos tipos mais procurados de clareamento dental é o a laser. Ele deve ser feito por um profissional no consultório, mas costuma custar mais caro que o clareamento caseiro.

Ele funciona assim: o dentista isola áreas como gengivas e lábios e aplica um gel clareador em concentração elevada. Ele costuma ser o peróxido de hidrogênio ou de carbamida. Em seguida, o laser entra em ação para acelerar o processo.

Essa técnica é indicada para quem quer obter resultados mais rápidos, já que são necessárias de 1 a 4 sessões, feitas em intervalos de aproximadamente 48 horas.

Cada sessão do clareamento a laser leva em média 1h30. Os resultados podem ser vistos já na primeira aplicação.

O clareamento a laser é uma alternativa para quem tem problemas como retração de gengiva, e não pode realizar o procedimento caseiro.

No entanto, conta com algumas desvantagens, que podem ser a sensibilidade dos dentes logo após o tratamento, irritação na gengiva ou alterações no esmalte que não podem ser revertidas.

Clareamento conjugado

O clareamento conjugado é aquele que combina duas técnicas: a caseira e o laser, no consultório. Dessa forma, são esperados resultados mais rápidos e eficientes.

Geralmente, o início do tratamento é no consultório. Em seguida, o paciente faz aplicações do gel em casa com a moldeira personalizada fornecida pelo dentista. Cada técnica costuma ser aplicada 2 vezes, com intervalo de 1 semana.

Fitas clareadoras

Já a fita clareadora é um tipo de clareamento dentário que pode ser feito em casa. O material é vendido em farmácias e precisa de prescrição de um dentista, conforme decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 2015.

Geralmente, a substância usada é semelhante à aplicada à moldeira do clareamento caseiro: peróxido de hidrogênio a 10%. Sendo assim, os resultados são bem parecidos. Quanto ao tempo do tratamento, costuma ser de 7 dias.

No entanto, uma desvantagem desse tipo de clareamento é que as fitas não são personalizadas. Elas costumam abranger a área de 6 dentes, ou seja, somente os da frente.

Além disso, a área de atuação pode variar de acordo com o formato e com o tamanho dos dentes de cada pessoa. Sendo assim, pode ser que o encaixe não seja tão bom quanto o da moldeira personalizada fornecida pelo dentista no caso do clareamento caseiro.

Quais são os cuidados após o procedimento?

Quem opta por qualquer um dos tipos de clareamento dentário deve ter em mente que são necessários alguns cuidados, sobretudo durante o período do tratamento.

Entre eles estão evitar o consumo de bebidas e comidas de cor escura ou com corante. Isso inclui vinho tinto, café, refrigerantes e chocolate, por exemplo.

Caso os dentes estejam muito sensíveis com o clareamento, o ideal é também evitar alimentos ácidos, que podem aumentar ainda mais essa sensação. Entre eles estão laranja e limão.

O que também pode ajudar a minimizar a sensibilidade é o uso de pastas de dente específicas para essa finalidade, além do uso de enxaguante bucal com flúor.

Sobretudo durante o período do clareamento dentário, é preciso redobrar os cuidados com a higiene bucal. Escovar os dentes e usar fio dental após as refeições pode ajudar a potencializar os resultados com o clareamento.

Fumar também pode ser prejudicial ao clareamento dentário, já que causa manchas e, nesse período, os dentes estão mais sensíveis.

Além disso, é sempre bom destacar que a visita ao dentista é fundamental ao fim do tratamento, para que ele avalie os resultados e veja como estão aspectos como gengiva e esmalte do dente.

Saiba como evitar dentes amarelados

Para evitar dentes amarelados e prolongar os resultados do clareamento, os cuidados são, basicamente, os mesmos que devem ser tomados durante o tratamento.

Sendo assim, é importante escovar após as refeições, usar fio dental e manter a limpeza em dia. A recomendação é que uma limpeza mais profunda seja feita no consultório a cada 6 meses.

Além disso, evite bebidas e alimentos escuros ou com corante. Caso consuma algo nessas tonalidades, beba água em seguida ou escove os dentes para evitar a ação do pigmento nos dentes.

%d blogueiros gostam disto: